Share Button

Por G1

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

A arrecadação de impostos, contribuições e demais receitas federais registrou queda real (descontada a inflação) de 29,6% em junho, na comparação com o mesmo mês de 2019, e somou R$ 86,258 bilhões. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (23) pela Secretaria da Receita Federal. Em junho de 2019, a arrecadação havia somado R$ 122,504 bilhões. De acordo com dados da Receita Federal, o resultado de junho deste ano também foi o pior para o mês desde 2004, considerando a correção pela inflação. Naquele momento, há 16 anos, a Receita apurou recolhimento de R$ 78,693 bilhões. O resultado da arrecadação de junho reflete os efeitos diretos da crise do coronavírus na economia. Com o nível de atividade em queda, o recolhimento de tributos também cai. No acumulado do primeiro semestre deste ano, ainda de acordo com a Receita Federal, a arrecadação somou R$ 665,966 bilhões, com queda real de 14,71% frente ao mesmo período do ano passado. Segundo o órgão, esse foi o pior resultado desde 2009, quando o primeiro semestre somou R$ 597,454 bilhões. Os valores foram corrigidos pela inflação.