Estádio Rubin Kazan, na Rússia (Foto: Divulgação)

Estádio de Kazan deve ser inaugurado em julho de 2013 (Foto: Divulgação)

O Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2018, que será realizada na Rússia, apresentou, no início da tarde deste sábado, a estrutura da competição e a diversidade de opções existentes nas 12 sedes. O evento foi realizado em umas das áreas vips do Maracanã e contou com a presença de autoridades e do técnico da seleção local, o italiano Fábio Capello.

CEO do Comitê Organizador da Copa, Alexey Sorokin fez questão de falar que todos os estádios já estão em processo de trabalho e que um será inaugurado no próximo mês.

– Teremos 12 estádios. Sete estão planejados, quatro em construção e um (na cidade de Kazan) pronto. Ele será inaugurado no próximo dia 6 de julho nos jogos universitários. Ainda teremos outro finalizado em dezembro para ser usado nos jogos de inverno de 2014.

Muito polêmica no Brasil, a Lei Geral da Copa já está praticamente definida na Rússia e apresenta grandes benefícios aos torcedores que comprarem ingressos para a competição. Com o bilhete, a pessoa estará isenta de pedir visto para entrar no país. Outro fator interessante é que as passagens de transportes públicos terrestres não serão cobradas 18 horas antes e depois das partidas.

– O governo resolveu implementar um programa de infraestrutura. É uma legislação muito sólida e traz a garantia que fizemos para a Fifa. Os preços dos hotéis também serão controlados pela Lei da Copa. Todo mundo que tiver ingressos poderá usar transporte terrestre público de graça 18 horas antes ou depois de cada partida. São conquistas garantidas. Além disso, serve como visto de entrada para o país. (GE.com)