Informamos que houve “mal-entendido” na matéria “Naturais de Santaluz, coronel da PM e dois irmãos são presos em operação da Polícia Federal”publicada no portal Notícias de Santaluz, nesta quinta-feira (28). Portanto, esclarecemos que, apenas o coronel Martinho Antônio Nunes, que foi detido durante o cumprimento de um dos mandados, é natural de Santaluz e, não tem nenhum tipo de parentesco com os irmãos Clóvis Nunes e Carlos Nunes. O mal-entendido se deu por conta do sobrenome “Nunes”, comum aos três envolvidos no fato.

Em tempo, conforme foi publicado pelo Notícias de Santaluz, durante entrevista coletiva, na tarde desta quinta-feira, o delegado da Polícia Federal, Val Goulart deu detalhes da operação “Vulcano” e informou que, o coronel Martinho Antônio Nunes já foi liberado. De acordo com o delegado, a organização criminosa agia de má fé, ao pedir a senha do sistema Desarma ao policial, e que, o único erro do coronel Martinho foi ter facilitado a ação ao fornecer a senha dele para Clóvis Nunes. Portanto, segundo o delegado, não existe nenhuma prova que incrimine o coronel da PM.

Redação Notícias de Santaluz

Deixo o seu comentário

comentário(s)