RS_Lula_TV_Russa_Foto_Ricardo_Stuckert00105192016

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (20) uma operação, batizada de “Janus”, para investigar a prática de tráfico de influência envolvendo pessoas as ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva nas cidade de Santos (SP) e São Paulo. A Folha de S. Paulo apurou que um dos alvos são os negócios de Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho de Lula. Ele é filho do irmão da primeira mulher do ex-presidente. O foco da operação Janus é verificar se contratos da Odebrecht com uma empresa do ramo de construção civil em nome de parentes de um ex-agente público foram utilizados para o pagamento de vantagens indevidas. O objetivo desta operação é levantar informações de porque a Odebrecht firmou contratos com uma empresa de construção civil de pequeno porte de Santos para fazer obras em Angola. Segundo a investigação, a empresa recebeu pela reforma da hidrelétrica Cambambe. A obra foi beneficiada com financiamento de US$ 464 milhões no BNDES. Segundo a revista Época, o ex-presidente está sendo investigado pela Procuradoria desde o ano passado, suspeito de usar sua influência para facilitar negócios da empreiteira Odebrecht com governos estrangeiros onde a empresa faz obras financiadas pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).