oabprotesto5

Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) protocolou nesta segunda-feira (28), na Câmara dos Deputados, uma denúncia contra a presidente Dilma Rousseff por crime de responsabilidade. O documento, que tem cerca de 1,5 mil páginas, foi entregue pelo presidente nacional da entidade, Cláudio Lamachia, que esteve acompanhado de conselheiros federais e presidentes das unidades estaduais da entidade (seccionais). Segundo a Agência Câmara, Lamachia afirmou que a petição que pede o afastamento da presidente teve o apoio de 26 das 27 seccionais da OAB. Segundo ele, a denúncia formalizada hoje se baseou em “elementos técnicos” e não deve ser vista como posição político-partidária. “A OAB não é do governo, a OAB não é da oposição, a OAB é do cidadão”, afirmou Lamachia. “Esta é uma decisão absolutamente democrática da advocacia brasileira”. A entrega da denúncia foi marcada por um tumulto envolvendo representantes da OAB, que gritaram frases de ordem como “A nossa bandeira jamais será vermelha”, e pessoas contrárias ao impeachment de Dilma, que rebateram com frases como “A verdade é dura, a OAB apoiou a ditadura”. No momento, tramitam na Câmara 12 denúncias contra Dilma Rousseff, incluindo a da OAB, todas aguardando despacho do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, a quem cabe a decisão de aceitar ou não que os pedidos de impeachment sejam analisados em comissão especial.