S

O superintendente regional da Codevasf em Juazeiro (BA), José Hailton Carneiro de Oliveira, já assinou a Ordem de Serviço para o início das obras de melhoramento do Sistema Integrado de Abastecimento de Água e de Irrigação que atende as comunidades rurais de Caiçara, Campos Novos, Arrasta-Pé, Nambebé e Olho d’Água do Paulo, todas localizadas no município de Paulo Afonso, no norte do estado. O documento foi assinado também pelo engenheiro Narciso Pitanga, representante da empresa vencedora da Licitação, a Labortec. A obra prevê a substituição de tubos de aço galvanizado por material em PVC, e a troca de componentes elétricos das estações de bombeamento principal e secundárias, além de pintura e limpeza das instalações. Ao todo, serão substituídos aproximadamente 1.800 metros da tubulação que liga o sistema de captação e o reservatório principal. A necessidade desta substituição foi informada pelos técnicos da Codevasf em Juazeiro depois de uma inspeção, onde foi constatada as más condições físicas dos canos que trazem a água do rio São Francisco, que devido à corrosão, apresentam vários vazamentos em toda a extensão da tubulação em aço galvanizado, o que estava acarretando problemas operacionais.

Essa adutora alimenta dois sistemas com finalidades distintas: irrigação e abastecimento de água. No sistema para irrigação, a baixa pressão está causando dificuldades para os agricultores familiares, que não estão conseguindo um bom desempenho na irrigação de suas áreas, devido a pouca quantidade de água, que é levada para atender uma área de mais de cem hectares cultiváveis. Cerca de 40 famílias sobrevivem da irrigação naquela região. Já o Sistema de Abastecimento de Água, que está sendo finalizado pela Codevasf, vai receber água desta mesma adutora para atender as comunidades rurais de Campos Novos, Arrasta-Pé, Nambebé, Caiçara I e Olho d’Água do Paulo. O governo federal, através dos programas Água para Todos e Aceleração do Crescimento (PAC), investiu até agora mais de 3 milhões nesta obra para que aproximadamente 3.720 pessoas tenham água tratada em casa.

Para o superintendente regional da Codevasf, “são obras como esta que dignificam o trabalho da Codevasf em sua área de atuação, e nós solicitamos ao representante da empresa que dê celeridade às obras de manutenção da adutora, na qual o governo federal está investindo mais de R$ 830 mil para beneficiar aquela população”. A previsão de término da manutenção na adutora de Paulo Afonso é para o segundo semestre deste ano.

Ascom Codevasf