Agentes realizam busca na casa de contraventor em São Conrado (Foto: Mariucha Machado / G1)

Agentes realizam busca na casa de contraventor em São Conrado (Foto: Mariucha Machado / G1)

Policiais militares buscam na manhã desta quarta-feira (21) PMs suspeitos de participar de esquema de caça-níqueis nas zonas norte e oeste do Rio. Nomeada de Perigo Selvagem, a operação visa cumprir mandados de prisão preventiva contra 26 suspeitos. Até as 9h30, 15 suspeitos já haviam sido presos. Entre os suspeitos, estão um tenente-coronel e um capitão da PM.

Segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro, as principais denúncias são de formação de quadrilha armada e corrupção ativa e passiva. Além das prisões preventivas, a operação da PM com o MP tenta cumprir 76 mandados de busca e apreensão nos bairros de Realengo, Marechal Hermes e Campo Grande.

Ainda de acordo com as denúncias, o grupo utilizava as instalações da empresa Ivegê, em Bangu, zona oeste, como quartel-general da quadrilha. Segundo a PM, a propriedade é do contraventor Fernando Iggnácio. O bando também atuava em outros bairros da zona oeste. Até a publicação desta reportagem, o R7 não havia conseguido contato com o acusado.

A operação Perigo Selvagem conta com cerca de 400 homens do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do MP e da PM. Cerca de cem viaturas e dois helicópteros também auxiliam na ação. (R7)