Share Button
Fotos: Divulgação / Ricardo Stuckert / Instituto Lula / Montagem BN

Fotos: Divulgação / Ricardo Stuckert / Instituto Lula / Montagem BN

Com o andar da Operação Lava Jato, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, vai pedir a abertura de inquérito para investigar pelo menos dois atuais ministros do governo, além de senadores de partidos, como o PMDB e o PSDB – todos já citados nas delações premiadas da Odebrecht. Segundo informações da Folha de S. Paulo, o pedido deve ser feito ao Supremo Tribunal Federal (STF) dentro dos próximos dias. Janot vai requerer também o desmembramento de casos que envolvem dezenas de políticos, empresários e familiares sem foro do Supremo. De acordo com a publicação, os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, compõem a lista. Outros nomes importantes, como os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT), o líder nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), o líder do partido na bancada, Renan Calheiros (AL), os ex-ministros Guido Mantega e Antonio Palocci, o marqueteiro João Santana, governadores, ex-governadores e ex-parlamentares.