IMAGEM_NOTICIA_5 (1)

Foto: Sebastian Rodriguez/ Gobierno de Chile

O papa Francisco assumiu ser “um desastre” quando o assunto é tecnologia, mas ainda assim reconhece a sua importância para a sociedade. Em sua mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais, ele defendeu que internet, redes sociais e mensagens de texto são “um presente de Deus”, desde que bem utilizados. “Não é a tecnologia que determina se a comunicação é autêntica ou não, mas o coração do homem e a sua capacidade de fazer bom uso dos meios ao seu dispor”, completou. Segundo a Folha de S. Paulo, Francisco já havia dito que smartphones deveriam ser banidos de jantares em família e que crianças não deveriam ter computador no quarto. Desta vez, ele demonstrou uma visão mais conciliadora cem relação às tecnologias, mas disse que elas também são “uma grande responsabilidade”. “As redes sociais são capazes de favorecer as relações e promover o bem da sociedade. Mas podem também levar a uma maior polarização e divisão entre as pessoas e os grupos”, defendeu.