A 12ª Parada Gay de Feira de Santana foi cancelada nesta sexta-feira (23) após a morte de Rafael Carvalho, 37, que era fundador do Grupo de Liberdade Igualdade e Cidadania da cidade (Glich). O falecimento foi confirmado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), que foi informado do cancelamento da manifestação na tarde de hoje. Os detalhes do falecimento de Rafael Carvalho são desconhecidos. O site Acorda Cidade, contudo, afirma que ele estava internado em um hospital de Salvador por causa de complicações respiratórias. Ele era palestrante e ativista, e fundou o Glich em 2004. O cancelamento da Parada Gay ainda não foi confirmado no evento criado no Facebook para promover a manifestação. Cerca de 200 pessoas chegaram a confirmar presença.