1

Os rodoviários de Feira de Santana aderiam a Paralisação Nacional e os ônibus não saíram das garagens nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (30). A manifestação da categoria começou às 4h e pode durar todo o dia, caso o sindicato dos rodoviários não siga os atos de uma central sindical de Salvador, que determinou o retorno a partir das 9h. Os portões dos transbordos central e sul estão fechados.

Na BR-324 houve protestos da Central Única dos Trabalhadores (CUT) com queima de galhos e bloqueio parcial da rodovia, na altura da Churrascaria Minuano, provocando congestionamento. O bloqueio ocorreu por poucas horas e a pista estava sendo liberada aos poucos para possibilitar a passagem dos veículos.

Em outras rodovias até às 7h o trânsito fluía normalmente.  O trânsito estava normal nas duas primeiras praças de pedágio, em direção a Salvador, mas há registros de engarrafamento após o posto da Polícia Rodoviária Federal. A Estação Rodoviária de Feira de Santana estava praticamente vazia no setor de embarque e desembarque, por conta da paralisação dos motoristas de ônibus intermunicipais.  

As escolas públicas não funcionaram e a escolas particulares orientam os pais ligarem para as instituições para saberem se as aulas foram suspensas. O cidadão que precisar dos serviços da Polícia Civil, que também aderiu a paralisação, pode procurar os delegados plantonista ou titular na Central de Polícia ou acessar a Delegacia Digital, por meio dos endereços: www.ssp.ba.gov.br ou www.policiacivil.ba.gov.br. (Acorda Cidade)