Do G1 BA, com informações da TV Bahia
bueiro

Mosquito se reproduz em bueiros, de acordo com pesquisa | Foto: Reprodução/TV Bahia

O resultado de um estudo inédito feito na Bahia muda o que era conhecido pela população sobre os hábitos do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e da chikungunya. Pesquisadores da Fiocruz percorreram bairros de Salvador e descobriram que o mosquito está ocupando os bueiros da cidade e se reproduzindo até mesmo na água suja. A desoberta da Fiocruz ocorreu por acaso. O pesquisador Igor Paploski visitava casas para procurar mosquitos e percebeu que havia atividade dos mosquitos nos bueiros e nas áreas externas de casa e condomínios. Foi iniciado um estudo em bueiros localizados nos bairros de Brotas, Piatã, Pituba e Cabula. Na pesquisa,122 bueiros foram marcados por GPS. O resultado foi que em 49% dos bueiros existia água suja e parada. Em 50 bueiros tinham larvas e mosquitos do Aedes. O infestologista Antônio Bandeira, um dos pesquisadores que descobriu a circulação da zika nas Américas, avalia que a nova pesquisa reforça importância do uso de novas tecnologias na guerra contra o mosquito. “A utilização de novas tecnologias como mosquito transgênico, que já foi testado aqui na Bahia e no interior de São Paulo, em Piracicaba, mostram bons resultados. O uso da bactéria que coloniza o Aedes impede de se contaminar com os vírus e reduz a população de Aedes. Talvez nessas situações, conseguisse atuar nos locais mais difíceis, os bueiros”, afirma.