Devido a uma oferta de negociação feita pelo Governo do Estado, os policiais militares que ameaçavam fazer uma operação tartaruga a partir desta terça-feira (18) decidiram adiar o movimento. O governo marcou para as 9h na sede da Secretaria de Segurança Pública uma reunião para tentar encerrar as reivindicações e entrar em acordo. As reivindicações foram enviadas ao governo no último dia 11 e giram em torno do pagamento da GAP IV, retorno do subsídio de transporte público e redução da carga horária. De acordo com a categoria, a operação foi suspensa para que a população não seja prejudicada durante as novas negociações e que o canal permaneça aberto para a resolução dos impasses. “O que queremos não é parar, mas atender as solicitações da categoria, direitos previstos em lei”, afirma o vereador Soldado Prisco (PSDB), representante da tropa. Prisco afirma que o governador Jaques Wagner já se comprometeu a resolver pessoalmente o problema das passagens. As outras duas reivindicações, porém, serão postas à mesa. “Os dois pedidos são direitos previstos em lei e devem ser acatados de imediato. Acreditamos que teremos uma solução dentre em breve”, declarou. (Bocão News)