SONY DSC

Mototaxista foi flagrado com 2,5 quilos de crack. Droga é avaliada em R$ 100 mil | Foto: Ascom/PC

A Polícia Civil do Estado da Bahia apresentou, nesta quita-feira (23), em sua sede, localizada em Salvador, o mototaxista Adai José do Rosário Santos, de 33 anos, preso em flagrante, na quarta-feira (22), com cinco tabletes de crack, totalizando 2,5 quilos e avaliados em R$ 100 mil. Os tabletes de crack estavam embrulhados em plástico preto e lacrados com fita isolante, dentro de uma mochila.  Interrogado pela polícia, Adai, que estava sendo investigado há três meses por integrar uma quadrilha de traficantes do bairro Itapuã, negou ser traficante e disse que foi contratado por um desconhecido, para entregar a droga a uma mulher, que o aguardava numa passarela localizada na Avenida Luis Viana Filho (Paralela). O mototaxista disse não saber o conteúdo da mochila e que receberia R$ 300 pelo serviço. Autuado em flagrante por tráfico e associação para o tráfico, Adai foi conduzido, logo em seguida, ao Núcleo de Prisão em Flagrante (NPF), no Complexo Penitenciário da Mata Escura. Ele já esteve preso anteriormente por tráfico de drogas e formação de quadrilha.

Redação Notícias de Santaluz