Foto: IlustrativaA partir de um relatório feito pelo Ministério Público e pelas secretarias de Administração Penitenciária (SAP) e de Segurança de São Paulo (SSP), veio à tona um plano da facção Primeiro Comando da Capital (PCC) para libertar os líderes Marco Camacho, conhecido como Marcola, Cláudio Barbará da Silva, o Barbará, Luiz Eduardo de Barros, o Du Bela Vista, e Célio Marcelo da Silva, o Bin Laden. Segundo informações da Globo News, os bandidos usariam helicóptero para fugir do prédio da penitenciária de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo,  onde estão suas celas, com o uso de helicóptero e avião. De acordo com o relatório, que foi entregue ao comando da Polícia Militar, a fuga estava sendo planejada há pelo menos oito meses e cerca de 20 dias atrás, os detentos já estariam serrando as grades da janela e mantendo-as no lugar e  pintando, para camuflar o que havia sido alterado. Eles saíram pelas janelas e iriam para uma área na cobertura do presídio, onde seriam levados para Loanda, no Paraná, por um helicóptero identificado com adesivos da PM.  O relatório revela que os integrantes da facção tiveram aulas de pilotagem na escola de aviação localizada no Campo de Marte, na Zona Norte de São Paulo.  Com informações do G1 e Estadão.