Três dos presos foram apresentados; quarto está detido em Jequié / Foto: Correio

Quatro ladrões de banco foram presos em uma operação da polícia baiana na região Oeste da Bahia. Com eles, a polícia apreendeu uma metralhadora antiaérea, armamento capaz de derrubar um helicóptero e perfurar carros blindados. Em nota, a polícia diz que se trata da “maior quadrilha” de assalto a banco do estado. Foram presos Gewides Moreira dos Santos, Capenga, 40 anos, Edeílson Ribeiro da Silva, Veridiane de Souza Rocha e James David Santos Martins. Um suspeito foi morto em confronto com a polícia – segundo a Polícia Civil, Elizaldo Pastora da Silva reagiu à prisão e foi baleado pela polícia. Além da metralhadora antiaérea, a polícia apreendeu mais armamento com o grupo. Também foram apreendidos quatro fuzis, dentre eles um do modelo AK47, uma pistola de fabricação israelense, farta munição, carregadores alongados e equipamentos como RED DOT (mira vermelha), além de ferramentas empregadas para arrombar cofres e carros-fortes.

O grupo é responsável por pelo menos cinco ataques a caixas eletrônicos em 2012 nas cidades de Sento-Sé, Jaguarari, Luís Eduardo Magalhães, Souto Soares e Itaguaçu, segundo a Polícia Civil. Eles também assaltaram as agências do Banco do Brasil de Barra, Cocos e Baianópolis e do Bradesco de Barra e Cocos. A quadrilha também roubou uma Amargosa e uma tentativa de arrombamento ao cofre de um banco em São Desidério. O grupo fazia cordões humanos ao redor das agências para se proteger. Para roubar carros-fortes, os ladrões interceptavam os veículos nas rodovias. Segundo a polícia, a quadrilha se preparava para roubar R$ 8 milhões de um carro-forte na cidade de Ipiaú. A polícia agora quer investigar onde a quadrilha conseguiu o armamento pesado apreendido na operação. (Correio)