IMG-20150821-WA0006

Jovem estava desaparecido desde a tarde de quinta-feira (20) | Foto: Arquivo Pessoal

O mototaxista Urlan Sampaio da Silva, de 23 anos, que estava desaparecido desde a tarde de quinta-feira (20), foi encontrado morto próximo ao povoado de Lajinha, na zona rural da cidade de Retirolândia. A moto dele estava nas proximidades. O jovem havia sido visto pela última vez por volta das 14 horas de quinta, ao pegar um passageiro na Praça 27 de julho, em Retirolândia, para uma corrida do município ao povoado de Lagoa Grande, que fica a 18 km da sede.

IMG-20150821-WA0052

Corpo do mototaxista estava enterrado próximo ao local onde estava a moto | Foto: Divulgação

De acordo com o site Retiro Agora, durante patrulhamento, policiais civis e militares chegaram à residência de um homem identificado como Ronaldo Braz dos Santos, 25 anos, que confessou o crime e disse que havia enterrado o corpo da vítima próximo ao povoado de Lajinha, em um local de difícil acesso. Os policiais foram ao local indicado e encontraram o corpo.

IMG-20150821-WA0045

Suspeito confessou ter matado jovem e levou a polícia ao local onde enterrou o corpo da vítima | Foto: Divulgação

Ainda de acordo com o site, o suspeito contou aos policiais que havia assaltado a vítima e que havia assassinado o jovem com um tiro após ter sido ameaçado de morte pelo mesmo. Entretanto, de acordo com a policia, a vitima foi atingida por pelo menos cinco tiros, sendo quatro na cabeça e um no pescoço. Uma equipe de perícia foi chamada para avaliar o local e encaminhar o corpo para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) em Feira de Santana. Ronaldo foi autuado em flagrante e levado para a Delegacia de Polícia de Conceição do Coité. Em seguida ele foi encaminhado para a cidade de Serrinha, onde deverá ser indiciado pelos crimes de latrocínio – roubo seguido de morte – e ocultação de cadáver.

IMG-20150821-WA0039

Moradores acamparam em frente a delegacia e ameaçaram linchar suspeito | Foto: Divulgação

Morte de jovem gera revolta

A morte do mototaxista gerou protesto por parte da população, que se revoltou após a confirmação do crime. Moradores acamparam em frente à delegacia de Retirolândia e ameaçaram linchar o suspeito, caso ele fosse levado para a unidade. A manifestação foi contida pela Polícia Militar.

Redação Notícias de Santaluz