buritifogoforum2015horz_1

Manisfestantes invadiram prédio e atearam fogo em cada cômodo | Foto: Divulgação/CorreioBuritiense

O fórum da cidade de Buriti, no Maranhão, foi alvo de ataques da população após o juiz da comarca local, Jorge Antônio Sales Leite, indeferir o pedido de afastamento do prefeito Rafael Mesquita. O incidente aconteceu na tarde desta terça-feira (20) e, segundo o superintendente de Polícia Civil do interior, Dicivaldo Gonçalves, foi motivado pela decisão do magistrado. Em entrevista ao G1, Gonçalves relatou que populares se reuniram em frente ao edifício armados de paus, pedras e material inflamável, para investir contra o juiz. Após invadir o fórum e queimar móveis em diferentes cômodos do prédio, a população recuou. O juiz Jorge Antônio conseguiu fugir da multidão, que teria tentado amarrá-lo. O tumulto só foi contido depois da intervenção da Polícia Militar, que fez um cordão de isolamento em frente à Comarca. Funcionários do prédio ajudaram a apagar o fogo e retirar documentos ameaçados de serem perdidos. A polícia admitiu ser improvável identificar os responsáveis pelo ato de vandalismo ao patrimônio público.

Entenda o caso – Na última eleição, em 2012, Rafael Mesquita teria sido flagrado com R$ 40 mil  em espécie no dia do pleito, não conseguindo explicar a origem do dinheiro. O Ministério Público da Zona Eleitoral de Buriti ajuizou uma ação de impugnação de mandato eletivo contra o prefeito de Buriti e seu vice para perda dos seus mandatos por captação ilícita de sufrágio, com abuso de poder econômico em 2013. Com a decisão desta terça-feira (20), esta se torna a 3ª vez que a Justiça Eleitoral julga o mandato de Rafael Mesquita em pouco mais dois anos. Nas decisões anteriores o prefeito foi cassado, mas conseguiu reverteu a decisão no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MA).