O prefeito do município de Macajuba, Fernão Sampaio (PMDB) é acusado de apresentar documentos falsos para conseguir a aposentadoria por tempo de serviço. Uma denúncia foi formalizada no Ministério Público pela bancada de oposição. O prefeito é formado em Educação Física, pela Universidade Católica do Salvador, e desempenhou durante anos a carreira de professor. Principalmente na rede federal de ensino, onde ensinou no antigo CEFET, em Salvador, que atualmente é conhecido como Instituto Federal da Bahia (IFBA).

Segundo o blog Macajuba Informa, em denúncia no MP consta que Fernão teria concluído o ensino superior no ano de 1973, mas durante o processo de aposentadoria ele apresentou um documento, supostamente da Prefeitura Municipal de Baixa Grande, onde teria lecionado entre os anos 1966 a 1970 naquele município. Curiosamente, no ano de 1966 ele cursava o Ensino Médio, no Colégio Estadual da Bahia, em Salvador, o qual só concluiria no ano de 1968.

Consta no documento que, o vínculo empregatício de Fernão com a Prefeitura de Baixa Grande era de 40 horas semanais. Mas, ao solicitar os documentos comprobatórios à prefeitura do município vizinho a resposta obtida pelos denunciantes foi a de que não havia sido encontrado documentos que comprovem o vínculo entre a Prefeitura Municipal de Baixa Grande e o atual prefeito de Macajuba, Fernão Sampaio.

A denúncia foi protocolada junto ao Ministério Público da Bahia, no Núcleo de Crimes Atribuídos a Prefeitos, no dia 9 de outubro. Caso fique comprovada irregularidade, o prefeito Fernão deverá ser punido e pode responder, dentre outras coisas, pelo crime de “Falsificação de documento público”, previsto no Código Penal Brasileiro.

Com informações  do blog Macajuba Informa