Prefeitos baianos estão em Brasília onde participam da XVI Marcha em Defesa dos Municípios com outros 4 mil gestores municipais de todo o Brasil. Os presidentes de associações se reuniram com os ministros Ideli Salvatti, das Relações Institucionais, e Fernando Bezerra da Integração Nacional e apresentaram a pauta de reivindicações dos municípios. “Nossa expectativa é que a presidenta Dilma compareça à abertura e sinalize positivamente quanto à recomposição do FPM”, disse a presidente da UPB, Maria Quitéria, prefeita de Cardeal da Silva. De acordo com ela, os prefeitos reivindicam R$ 2 bilhões em recomposição das perdas do Fundo de Participação dos Municípios, causadas pela isenção do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI). Os gestores querem também a ampliação da contrapartida do governo federal no Programa de Atenção Básica à Saúde. Ainda nesta terça-feira (9), os prefeitos e prefeitas visitam a Câmara dos Deputados e o Senado para cobrar a construção de um novo pacto federativo e mudanças na Lei de Responsabilidade Fiscal. “É nos municípios que as coisas acontecem, que os serviços públicos são aplicados. Então, não faz sentido ficarmos com a menor parcela da arrecadação”, argumenta Maria Quitéria.