13418756_919383588189055_1217167980188073471_n

Foto: Reprodução

A Prefeitura de Santaluz decretou luto oficial de três dias a partir desta terça-feira (14) por causa da morte dos professores Edivaldo Silva de Oliveira, conhecido como Nino, e Jeovan Bandeira. De acordo com o decreto nº 157/2016, o prefeito Zenon Nunes da Silva Filho (PSD) determinou o luto “em sinal de profundo pesar pelo doloroso falecimento dos insignes professores” e “considerando os inestimáveis serviços prestados pelos docentes ao município de Santaluz”, além do consternamento geral da comunidade luzense. Dois corpos foram encontrados carbonizados dentro do porta-malas de um carro incendiado às margens da BA-120 na sexta-feira passada (10). Nino foi identificado pela arcada dentária e enterrado na tarde desta terça-feira (14), sob forte comoção, em cerimônia que reuniu familiares, amigos, ex-alunos e colegas de trabalho. A prefeitura também anunciou o cancelamento das comemorações alusivas aos festejos juninos na rede pública municipal de ensino assim que houve a confirmação da morte de Nino. O outro corpo ainda aguarda resultado de exames de DNA para identificação, mas familiares acreditam ser de Jeovan, já que ele está desaparecido desde a noite de sexta-feira. Ainda não há informações sobre a motivação, autoria e circunstâncias do crime. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Santaluz, com colaboração da Polícia Militar. 

Redação Notícias de Santaluz