O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) inaugura hoje o Núcleo de Prisão em Flagrante (NPF). A iniciativa inédita no país tem objetivo de zerar o número de presos nas delegacias, já que o núcleo vai reunir, num único local, juízes, promotores e defensores para garantir agilidade no julgamento dos presos em flagrante. O núcleo possui uma sala de triagem com 18 celas individuais para que o flagranciado aguarde a decisão judicial com o prazo máximo de 48h. O NPF vai funcionar na cadeia publica de Salvador, no anexo da Mata Escura.