WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Max Santa Luzia


Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

Gil Lingerie e Confecções


Queimadas registra primeiro caso de microcefalia; bebê morreu logo após o parto

Microcefa

Foto: Divulgação

O município de Queimadas registrou neste sábado (23), o primeiro caso de um bebê nascido com microcefalia possivelmente ligada ao vírus da zika. O bebê do sexo feminino nasceu por volta do meio-dia, em uma clínica da cidade, mas morreu minutos depois. O corpo foi sepultado na noite deste sábado, por volta das 21h, no cemitério local. Em entrevista ao Notícias de Santaluz, Margareth Mazone, que é amiga da família, contou que a mãe do bebê fez ultrassonografias regularmente e nada foi diagnosticado durante o período de gestação. “Só ficamos sabendo após o parto. Ela [a mãe do bebê] estava gripada durante a gravidez, mas não temos conhecimento de que ela tenha contraído zika vírus. Foi um choque para todos nós. Aconteceu tudo muito rápido”, disse Margareth.

Além da microcefalia, que consiste em uma de deficiência no crescimento do cérebro e do crânio, o médico que fez o parto e examinou o bebê, Dr. Carlos Eduardo, disse em entrevista ao Notícias de Santaluz, que identificou outras mal formações no recém-nascido. O médico informou que a mãe, de 42 anos, moradora do bairro Campo da Aviação, será submetida a exames que ajudarão a confirmar se ela foi infectada pelo vírus da zika, e se a doença tem relação com a microcefalia. O Dr. Carlos Eduardo orienta as gestantes adotarem medidas que possam reduzir a presença do mosquito Aedes aegypti, com a eliminação de criadouros, e proteger-se da exposição de mosquitos, como manter portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida e utilizar repelentes permitidos para gestantes.

A Bahia já registrou 1.205 casos prováveis de microcefalia ou malformações, sugestivos de infecção congênita até o dia 16 de julho, segundo novo boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde. Destes, foram confirmados 277 casos, enquanto outros 668 continuam em investigação e 260 foram descartados. Segundo o Ministério da Saúde, a microcefalia pode ter como causa diversos agentes infecciosos além do zika vírus, como sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus e herpes viral.

Redação Notícias de Santaluz

1 resposta para “Queimadas registra primeiro caso de microcefalia; bebê morreu logo após o parto”

  • Adriane disse:

    Vcs tem certeza que a causa da morte foi microcefalia??? Tenho minhas dúvidas…acredito eu…que falta mais ficçacalizaçao no hospital da cidade de queimadas.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia