alice_portugal

Deputada Alice Portugal é autora da emenda | Foto: Gustavo Lima

O regime de prisão fechada para o devedor de pensão alimentícia, um dos pontos do texto do novo Código de Processo Civil (CPC – PL 8046/10) votado nesta terça-feira (11), foi mantido. A emenda aprovada por todos os partidos mantém o prazo de três dias para o devedor pagar ou justificar a falta de pagamento de pensão e retoma a prisão em regime fechado, como é atualmente. O novo CPC previa estabelecer o prazo de dez dias e a prisão em regime semiaberto como regra geral. O regime fechado só seria aplicado ao reincidente e, nos dois casos, a prisão seria convertida em domiciliar se não fosse possível separar o devedor dos presos comuns. “Claro que esta semana [do Dia Internacional da mulher] pesou na decisão. Se não prender ou ameaçar prender o devedor, vamos acabar com o instituto da pensão alimentícia”, disse a deputada federal Alice Portugal, autora da emenda. Com a proposta, já depois do primeiro mês de inadimplência a Justiça poderá ser acionada. Anteriormente, isto só poderia ser feito quando o período de inadimplência fosse superior a três meses. Informações do Correio24h.