Ex-gestor ainda pode recorrer à decisão | Foto: Jornal O Sertão

As contas da Prefeitura de Retirolândia, na gestão de José Albérico Silva Moreira, relativas ao exercício de 2012, foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) nesta quinta-feira (31). O relator, conselheiro Paolo Marconi, solicitou a formulação de representação ao Ministério Público e imputou multa de R$ 20 mil, além da devolução aos cofres públicos, com recursos pessoais, de quantias que somam R$ 10.450,72.

Dentre as irregularidades apontadas no parecer, está o descumprimento do limite da despesa com pessoal, tendo gasto, o ex-gestor, recursos equivalentes a 58,26% da Receita Corrente Líquida Municipal, quando o limite máximo é de 54%. Além do aumento de 370,23% da Dívida Fundada do município e em 424,70% a dívida com o INSS, dentre outras inúmeras falhas.

Esta é a segunda vez que o TCM opina pela rejeição das contas do ex-gestor (2011 e 2012). A decisão cabe recurso.

Redação Notícias de Santaluz