Quatro pessoas foram presas e 9 adolescentes apreendidos no início da noite desta quinta-feira (27) durante atos de vandalismo na Estação da Lapa e proximidades, segundo a Polícia Militar. O pequeno grupo atacou ônibus com pedras e chegou a queimar containers de lixo, destoando da manifestação pacífica que começou à tarde saindo do Campo Grande. Segundo a PM, com o grupo a polícia apreendeu estilingues, bolas de gude, fogos de artifício e máscaras cirúrgicas. Os quatro presos foram encaminhados à 1ª Delegacia (Barris) e os adolescentes seguiram para a Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), levados por PMs das Rondas Especiais (Rondesp). Em nota, a PM diz que “vândalos se infiltraram ao movimento” que seguiu para a Estação da Lapa depois de sair da Praça Municipal, onde a carta com reivindicações do Movimento Passe Livre foi entregue à Prefeitura. Dois ônibus foram apedrejados na região do Dique do Tororó. Em um deles, um grupo chegou a invadir para saquear o cobrador e os passageiros. Os vândalos também jogaram bombas juninas dentro de residências no caminho, segundo a PM. Policiais do Batalhão de Choque usaram bombas de gás lacrimogêneo para dispersar o grupo. Na Estação da Lapa, os manifestantes fizeram o “passe livre”, parando ônibus para entrar pela porta da frente. Um pequeno grupo atacou policiais com pedras e a PM também usou bombas de gás no local. A estimativa da Polícia Militar é que cerca de 2 a 3 mil pessoas estiveram no protesto de hoje.