DSC_0005

Cenas com Rodrigo no Comercial Super Bom Preço | Foto: Notícias de Santaluz

Aos oito anos, Rodrigo de Jesus Santana já vendia pães e picolés nas ruas de Santaluz para ajudar a pagar as contas de casa. Dos 10 anos aos 15 anos, recolhia papelão e materiais recicláveis. Hoje, aos 27, ele é dono de um mercado de 108 m², com seis funcionários e 3.000 itens à venda. O empresário, que recentemente teve o seu exemplo de sucesso contado com detalhes na mídia nacional, ganhou a oportunidade de contar mais um capítulo da sua história. Rodrigo foi selecionado pelo Sebrae entre os 6 casos de sucesso do Programa Negócio a Negócio no Estado da Bahia para produção de um vídeo relatando sua experiência e os resultados alcançados através do Programa.

Uma equipe enviada pelo Sebrae esteve em Santaluz na tarde de terça-feira (25), e gravou as cenas com Rodrigo no Comercial Super Bom Preço. A produção conta com a apresentação do empresário, relatos de sua trajetória e os resultados obtidos no Programa Negócio a Negócio, além da sua relação com o Sebrae. A equipe foi recebida pelo secretário executivo da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Santaluz, Etiene Rodrigues, que acompanhou a gravação.

DSC_0017

Rodrigo relatou sua trajetória à equipe enviada pelo Sebare | Foto: Notícias de Santaluz

O material será usado em palestras motivacionais, seminários e em eventos realizados pelo Sebrae. “Desde cedo tive que enfrentar algumas dificuldades na vida, mas graças a Deus consegui superá-las e hoje estou tendo a oportunidade de ajudar outras pessoas através da minha história, que não acaba por aqui. Queria aproveitar para agradecer o apoio da CDL de Santaluz, que através dos seus projetos tem sido um importante elo entre os empreendedores luzenses e o Sebrae”, afirmou Rodrigo.

Negócio a Negócio

De acordo com o Analista Técnico I do Sebrae Bahia e Coordenador Estadual do Programa Negócio a Negócio, Rafael Galindo Ferraro, o objetivo do Programa é melhorar o nível de competitividade e sustentabilidade dos negócios. “O agente de orientação visita a empresa, identifica os pontos que devem ser trabalhados e sugere soluções para o desenvolvimento de ações que buscam o crescimento de clientes, aumento no faturamento e lucro, e melhoria no processo de compra”, disse.

Segundo Galindo, o empresário passa por um atendimento gratuito, personalizado e pode inserir soluções práticas e eficientes no dia a dia do negócio aplicando as soluções indicadas para qualificar a gestão e aumentar a competitividade no mercado. “O Programa Negócio a Negócio atendeu mais de 150 mil empresas em 5 anos de atuação no Estado da Bahia. Nesse período os agentes de orientação empresarial realizaram mais de 450 mil atendimentos, proporcionando a todos grandes oportunidades de melhorias”, concluiu.

Redação Notícias de Santaluz

*Ver mais fotos