DSC_0507

Os festejos em homenagem a Santa Luzia começaram no dia 1º de dezembro e se encerram neste sábado (13) | Foto: Notícias de Santaluz

Milhares de devotos se reuniram durante todo o sábado (13), em Santaluz, para comemorar o dia de Santa Luzia, padroeira da cidade, e encerrar os treze dias de festejos, iniciados no dia 1º deste mês, em homenagem a santa. As comemorações tiveram início por volta das 5h, com uma alvorada, onde os fieis percorreram, em carros e motos, as principais ruas da cidade. As missas também começaram cedo. A primeira celebração aconteceu às 7h, e foi presidida pelo bispo da Diocese de Serrinha, Dom Ottorino Assolari.

DSC_0404

Celebrações religiosas marcaram o sábado (13), dia consagrado pelos católicos a Santa Luzia | Foto: Notícias de Santaluz

Em seguida, às 10h, aconteceu a tradicional missa solene, que este ano foi celebrada pelo padre Alexandre Aquino, da Paróquia de Conceição do Coité. A celebração contou com a presença do prefeito Zenon Nunes Filho, que esteve acompanhado da primeira-dama Poliana Lima, do deputado federam José Nunes e de secretários municipais. Participaram ainda, os vereadores Manoel de Lea, Sérgio Suzart, Paulão, Dida e Luizão, e os ex-prefeitos Júnior do Max e Joélcio Martins, além de outras autoridades e políticos do município.

CSC_0412

Prefeito Zenonzinho participou da missa solene que aconteceu às 10h | Foto: Notícias de Santaluz

Às 16h, foi celebrada uma missa campal, que reuniu os fieis na Praça da Igreja Matriz. A missa foi celebrada pelos padres Declair Cardoso e Adelson Nascimento, párocos do município. “É a primeira vez que estou participando desse Trezenário, essa festa linda. Eu sou da Diocese de Naviraí, estado do Mato Grosso do Sul, e estou em missão aqui na Diocese de Serrinha. Para mim é uma novidade agradável vivenciar a fé desta forma tão diferente. Por exemplo, na minha região não temos Novenário ou Trezenário, lá nós temos o Tríduo. Ver o povo em Santaluz empenhado na realização das treze noites, sendo cada uma com um padre diferente, com cada um deles realizando as celebrações de uma maneira especial, com certeza nos enriqueceu muito nessa nova evangelização”, afirmou o padre Declair, que assumiu a Paróquia de Santa Luzia há cerca de dez meses, após a saída do padre Theófanes Fechine.

DSC_0460

Padre Declair durante celebração neste sábado | Foto: Notícias de Santaluz

“Além disso, tive a oportunidade de conhecer luzenses que moram em Salvador, em Feira de Santana e que, embora estejam longe de sua terra natal, tem um compromisso com a sua Paróquia. Estou bastante feliz e tenho aprendido muito em Santaluz”, ressaltou.

DSC_0482

Missa campal reuniu milhares de fieis, às 16h, na Praça da Igreja Matriz | Foto: Notícias de Santaluz

Os festejos foram encerrados no fim da tarde, quando milhares de fiéis saíram em procissão pelas ruas e avenidas do centro de Santaluz. “O tema do Trezenário deste ano foi fundamentado no sínodo Diocesano. Como estamos falando em nova evangelização, em Santa Luzia, padroeira dos olhos e da luz, então, que ela seja a nossa intercessora, para que essa nova evangelização de fato aconteça. Gostaria de deixar nossos agradecimentos à comissão organizadora e aos segmentos da sociedade que se juntaram para fazer a festa acontecer. Em especial, à prefeitura municipal, pelo empenho, e ao empresário Júnior do Max, que nos apoiou com seu mini trio desde o primeiro dia do Trezenário e foi um dos responsáveis pela carreata. Então, embora a gente tenha a preocupação, fiquei em uma situação de descanso, por saber que pessoas responsáveis abraçaram esse compromisso juntamente conosco”, concluiu o padre Declair.

DSC_0556

Tradicional procissão encerrou os festejos neste sábado (13) | Foto: Notícias de Santaluz

Santa protetora dos olhos

Santa Luzia é conhecida como a protetora dos olhos. Conta-se que nasceu em uma família italiana e rica, que lhe deu ótima formação cristã, ao ponto dela ter feito um voto de viver a virgindade perpétua. Com a morte do pai, a jovem soube que sua mãe queria vê-la casada com um homem de distinta família, porém pagão. Ao pedir um tempo para o discernimento foi para uma romaria ao túmulo da mártir Santa Ágeda, de onde voltou com a certeza da vontade de Deus quanto à virgindade e ao sofrimento pelo qual passaria, como Santa Ágeda. Vendeu tudo, deu aos pobres e logo foi acusada pelo jovem que a queria como esposa. Santa Luzia, não querendo oferecer sacrifício ao deuses e nem quebrar o seu santo voto, teve que enfrentar as autoridades perseguidoras e até a decapitação em 303, para assim testemunhar com a vida, ou morte o que disse: “Adoro a um só Deus verdadeiro, e a ele prometi amor e fidelidade”. Santa Luzia é celebrada no dia 13 de dezembro e seu corpo está guardado na Catedral de Veneza, embora algumas pequenas relíquias tenham seguido para a igreja de Siracusa, que a venera no mês de maio também.

Redação Notícias de Santaluz

*Clique aqui para ver mais fotos