WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Max Santa Luzia


Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

Gil Lingerie e Confecções


Santaluz: comidas típicas, cultura e lazer integram famílias durante festejos juninos da Rua Cosme de Farias

DSC_0598

Foto: Notícias de Santaluz

Dançar forró agarradinho, fazer fogueira na porta de casa, beber licor, comer milho, amendoim, bolos, doces e outras comidas típicas, fazer brincadeiras e decorar a ruas com bandeirolas. Essas são algumas das tradições do período junino mantidas há mais de meio século na Rua Cosme de Farias, em Santaluz. Mais uma vez, a programação especial proporcionou a alegria dos moradores, visitantes ou qualquer pessoa que passava pelo local nesta sexta-feira (24), feriado de São João.

DSC_0568

Foto: Notícias de Santaluz

De Salvador, o comerciante Paulo Vieira, de 51 anos, veio à Santaluz, pelo oitavo ano consecutivo, especialmente para o São João da Cosme de Farias. “Isso aqui é festa de família, o verdadeiro sentido da identidade cultural nordestina. Tenho amigos aqui e me sinto muito feliz por participar dos festejos juninos da Cosme. É uma festa muito linda”, afirmou.

DSC_0744

Foto: Notícias de Santaluz

Uma das grandes atrações da festa é a ‘guerra de espadas’, tradição mantida há várias gerações pelos moradores da localidade. Durante a guerra, os espadeiros usam roupas, luvas e capacetes para se proteger das espadas, além de deixarem um kit de primeiros-socorros sempre ao alcance de todos. Espadeiro há mais de 50 anos e um dos responsáveis por manter viva a manifestação cultural, seu Domingos, de 67 anos, conta que um grupo de aproximadamente 30 pessoas participa da ‘guerra’ e usa cerca de 700 espadas. “Teve ano que o pessoal gastou mais de 200 dúzias. É uma tradição aqui na rua e sempre brincamos de maneira saudável. Antigamente nem banda tinha, era só a fogueira e espada”, afirma.

DSC_0562

Seu Domingos | Foto: Notícias de Santaluz

Seu Domingos conta que aprendeu a fabricar as espadas desde cedo. “Aprendi a arte com o saudoso seu Niquinha, que foi o responsável por dar início a tudo isso aqui, e já tratei de passar para os meus filhos”. Um desses filhos é Geison Batista, de 40 anos, que mora em Salvador, mas vem à Santaluz todos os anos para ajudar na fabricação das espadas. “Faço um esforço para chegar sempre um mês antes. Todo o ano que a gente vive se resume neste dia, e a tradição não pode acabar”, diz Geison.

DSC_0749

Foto: Notícias de Santaluz

Outro aprendiz na arte de ‘guerrear’ é Welitinho, de 30 anos, que faz parte da 3ª geração de espadeiros e participa da brincadeira há quase 20 anos. “A guerra de espadas tem uma importância cultural incrível. Para mim, é um orgulho imenso fazer parte de um grupo que tem como baluartes seu Niquinha e seu Domingos”, disse.

Redação Notícias de Santaluz

1 resposta para “Santaluz: comidas típicas, cultura e lazer integram famílias durante festejos juninos da Rua Cosme de Farias”

  • Gicelia disse:

    Olá. Nasci em santa luz
    Morei na rua Cosme de Farias na casa da minha tia Flora. Participei de várias festas
    Que saudades de tudo e de todos

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia