WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Max Santa Luzia

Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

Santaluz: maioria dos comerciantes é contra ‘feira de confecções’ às quintas-feiras, aponta pesquisa da CDL

2013-09-24 08.41.32

Maioria dos comerciantes de Santaluz é contra o funcionamento de barracas de confecções às quintas-feiras | Foto: Divulgação

A presença das barracas de confecções que são montadas todas as quintas-feiras em Santaluz é reprovada por 69,82% dos comerciantes da cidade, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira (1º), pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) local. O levantamento foi feito na primeira semana de setembro e ouviu 169 pessoas. A pesquisa também questionou os comerciantes luzenses sobre a relação da ‘feira de confecções alternativa’ com o fechamento de mais de 30 empresas no município, entre os anos de 2014 e 2015, de acordo com dados divulgados pela CDL. Neste ponto, 71,69% dos entrevistados disseram que as barracas montadas às quintas-feiras colaboraram para o insucesso das lojas. De acordo com a CDL, a maioria dos entrevistados alega que “essas barracas são de comerciantes de outras cidades e a presença delas está prejudicando financeiramente o comércio de Santaluz”. Já aqueles que concordam com a presença das barracas disseram que o comércio é livre e a população tem o direito de escolher onde quer comprar.

feirasantaluz

Comerciantes demonstram dúvida em relação a mudança da feira de livre de sábado para sexta-feira | Foto: Adimael Barbosa/Notícias de Santaluz

Outro ponto polêmico entre os comerciantes, a mudança da feira livre para a sexta-feira também foi abordada na pesquisa e apontou maior equilíbrio. De acordo com o levantamento, 57,89% dos entrevistados se disseram favoráveis a mudança da feira livre – que acontece tradicionalmente aos sábados – para a sexta-feira, ante 42,11% dos que são contra. De acordo com a CDL, “os comerciantes que responderam sim justificaram que a mudança beneficiaria os funcionários e os próprios comerciantes, pois os mesmos teriam mais tempo para o descanso. Outros salientaram que a feira livre na sexta-feira já acontece na maioria das cidades da região, por conta disso, seria interessante essa mudança para Santaluz, além de que essa mudança também inibiria a vinda de barracas de outras cidades”. Já os que responderam não, “justificaram que essa mudança prejudicaria as pessoas que moram na zona rural, prejudicando também o comércio em termos financeiros”, segundo informou a instituição. Em relação à realização da feira livre somente aos sábados, não podendo instalar barracas nos demais dias da semana, 55,35% dos entrevistados disseram ser a favor e 44,65% contra.

De acordo com o presidente da CDL de Santaluz, Rodrigo Santana, o objetivo da pesquisa é ouvir a opinião dos comerciantes e discutir junto ao setor propostas que ajudem a definir o posicionamento da entidade em relação aos temas abordados. “É muito importante que a gente entenda o pensamento dos comerciantes em relação a esses pontos polêmicos para que possamos cumprir de forma mais eficaz o nosso papel, que é representar o comércio luzense e seus interesses”, explica.

super-bom-preco.Divulgação

Presidente da CDL afirma que diálogo com os comerciantes foi estabelecido e será ampliado | Foto: Divulgação

Ao comentar o resultado do levantamento, Rodrigo Santana disse que pretende ampliar o diálogo com os comerciantes e envolver o poder público na discussão. “A pesquisa foi positiva e demonstra a insatisfação da maioria dos comerciantes de Santaluz com a presença dessas barracas que são montadas as quintas-feiras em nossa cidade. Já em relação à mudança da feira livre do sábado para a sexta-feira, confesso que, para mim, o resultado não foi nenhuma surpresa, sobretudo por todo o debate que ocorre na cidade nos últimos anos. Enfim, o diálogo com os comerciantes foi estabelecido e, a partir de agora, com os resultados, buscaremos ampliar estas discussões. Para isso, esperamos contar a participação do poder público e de representantes da sociedade civil. Desta maneira, penso que isso vai melhorar ainda mais”, afirmou o presidente da CDL.

Redação Notícias de Santaluz

10 respostas para “Santaluz: maioria dos comerciantes é contra ‘feira de confecções’ às quintas-feiras, aponta pesquisa da CDL”

  • Pedro Matos disse:

    Mas, eles pagam impostos, aumenta a competitividade no setor, agora por conta de alguns que querem sair ganhando vendendo mais caro vem este “mimimi”. A feira no sábado é o mais certo em termos de logística, já é vendido muitas coisas na sexta-feira é só andar até lá e conferir oras bolas.
    O comércio de Santaluz está atrasado, não quer competitividade, concorrência é necessária, o comércio é livre, e preço bom que venha sempre!!

    • J.SANTOS disse:

      Concordo com você em gênero número e grau.Peço desculpa pela expressão,mas aqui o que tem muito é gente avarenta.Por que muitos comerciantes daqui têm lojas em outras cidades.Eles não querem é concorrência, e assim venderem do jeito que quiserem.Direitos iguais e pronto.Deixem de usura povo!

  • eline disse:

    Andam falando prara nao reclamar da falta de desemprego mas nao falam que eles so comtratam quem eles querem e nao quem precisa eu sou a favor da feira dia de quinta tanto de roupa quanto de verduras quem quer tem que fazer por merecer e nao sair por ai covrando um absurdo emquanto na feira vc compra mais de que nas logas so acho

  • eu disse:

    Muito engraçado quando se fala em ganhar dinheiro.
    So estao olhando o lado dos comerciantes e do povo q ganha um salario minimo ou menos pra casa filhos pra tudo e ainda quer tirar as barracas q nos dao a oportunidade de nos vestir e vestir nossos filho.
    Por que hj roupas q se acha na feira acha na loja com um absurdo de preco q divide p 6 ou ate pra 8 q em 1 ou duasparcelas da pra compara 2 peças ou mais na feira.
    Meu povo a coisa ta feia pra todo mundo temos q olhar os dois lados se ta feia pros impresarios imagina pra um assalariado pai de 3 ou mais.

  • xxxxxxxxxx disse:

    SIM e como ficam os direitos do povo, de ser livre! mas rapaz eu trabalho,o dinheiro é meu compro onde quero, não sou obrigada a comprar roupa cara nas lojas não, com a mesma qualidade da feira.
    tão incomodados então botem barracas na feira também toda quinta, agora querem ficar no ar condicionado nas lojas, botando banca,só enriquecendo compram barato e quem ganhar 300% ou ate 500% em cima de uma população que maioria ganha um salário mínimo,como compro um vestido de 180,220,au ate 400,reais nas lojas se na feira acho de 50,30,20,15 reais mim poupe somos assalariados não bestas,se impedir as barracas o povo vai para ruas,buscar nossos direitos somos livres,acabou o tempo da ditadura,do trabalho escravo.

  • Jác disse:

    Eu sou a favor da feira de quinta feira sim todos tem direito eles pagam seus impostos e tem preço para oferecer o povo o sol quando nasce e pra todos tem muito comerciante aqui em Santa luz que só pensa neles.

  • humberto disse:

    Eu acho que essa feira livre é uma boa opção para a população luzense, pois os preços são bons e, o comércio local explora muito com mercadorias de terceira qualidade.

  • Reina Pereira disse:

    Rodrigo, sua atitude até agora está ditatorial e antidemocrática, pois sem o CONSUMIDOR estes pseudo comerciantes não sobrevivem. Digo pseudo, pela falta de criatividade que eles têm para enfrentar este desafio: a feira de quinta. QUESTIONAMENTOS: I. A sua gestão pretende regredir ao novo e ao progresso? II. Por que os comerciantes de Coite, Serrana, … Não conseguem encarar está realidade e os daqui não? III. Você não pretende ouvir os consumidores e conscientizar estes comerciantes covardes da necessidade de mudança? DICA: Você é jovem não seja ditador, você pode se ferir com as próprias mãos legalizando está insanidade. Lembre-se: você não é presidente, ESTÁ SENDO. Isto passa ja.

  • Tiago disse:

    Reina Pereira vc foi muito infeliz no seu comentario acho que Rodrigo fez seu papel como presidente da cdl que ouvir os comerciantes e mais ser ditador e tomar atitude só e Rodrigo fez uma pesquisa para ouvir os comerciantes no qual ele representa como presidente da cdl a responsabilidade de fazr uma pesquisa para ouvir nois consumidor e a população em geral e do puder publico a cdl esta de parabéns por ter Rodrigo presidente é um juvem trabalhador e que tem atitude .

  • layane disse:

    concordo com vc thiago pois foi feito uma pesquisa e n um ato so pra ser ditador pq o ato de proibir ou n barracas n é da cdl e sim da prefeitura com a camara de vereadores so acho

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia