DSC_0826

Foto: Notícias de Santaluz

O comandante da 5ª Companhia do Décimo Sexto Batalhão de Polícia Militar, sediada em Santaluz, capitão PM Gilvan Pereira, juntamente com o subcomandante da corporação, tenente PM Ramon Reis, e o comandante da Guarda Civil Municipal de Santaluz, Jackson Araújo, participou na noite desta segunda-feira (18), de uma reunião com os moradores do povoado de Serra Branca, que aconteceu na quadra da Escola Municipal Senhor do Bonfim. Também estiveram presentes representantes de associações de moradores, igrejas católica e evangélica, cooperativas e líderes comunitários, além de moradores dos povoados de Recanto, Pau de Colher, Tombador, Tapinha, entre outros.

Na oportunidade, os comandantes da PM e da Guarda Municipal estiveram conversando com moradores e ouvindo reivindicações. As principais reivindicações dos moradores foram referentes à poluição sonora e perturbação do sossego. A comunidade reivindica o fim do barulho causado por carros com ‘paredões de som’ que ficam estacionados na praça pública e em bares do povoado principalmente aos finais de semana e feriados.

DSC_0843

Foto: Notícias de Santaluz

Para o morador Roque, “É uma situação que não dá mais para ser sustentada. Os carros estacionam na praça e em frente aos bares com som alto incomodando os moradores até na madrugada. Nos finais de semana não conseguimos dormir pelo excesso de barulho de som. Sem contar com o barulho produzido pelas descargas das motos, que é outro sério problema que a gente tem enfrentado”, desabafou.

De acordo com Jorge Macedo, um dos organizadores do encontro, o intuito da reunião é buscar uma solução para acabar os problemas que tem incomodado os moradores da comunidade. “Vamos elaborar uma ata da reunião de hoje listando alguns pontos para serem cobrados. Em seguida formalizaremos uma comissão para cobrar providências aos órgãos competentes, conforme determina a lei”, explica.

DSC_0848

Foto: Notícias de Santaluz

O comandante da Guarda Municipal ressalta que a instituição também pode multar veículos barulhentos através do Código de Trânsito. “A multa é gravíssima e pode causar prisão e apreensão do veículo caso o condutor esteja embriagado. A GCM Santaluz, apesar de ser uma instituição nova, criada na gestão do prefeito Zenonzinho, tem atuado na proteção do patrimônio público e em defesa dos direitos do cidadão luzense, o que inclui o direito ao sossego e a paz social. Continuaremos integrando as operações junto a PM, na área urbana ou rural, sem medir esforços para defender os interesses da coletividade”, disse Jacson Araújo.

DSC_0827

Foto: Notícias de Santaluz

O capitão Gilvan considerou a reunião proveitosa e afirmou que a Polícia Militar intensificará suas ações nas comunidades com o intuito de coibir essas práticas desrespeitosas e promover a paz pública. “Temos um plano de ação que contempla várias operações de fiscalização à poluição sonora em Santaluz, a exemplo da Operação Distrito, que já está em curso há alguns dias, visando coibir o abuso do som automotivo, principalmente em estabelecimentos comerciais. Entretanto, atendendo ao clamor da população de Serra Branca e adjacências, vamos intensificar nossas ações nos próximos dias para garantir o fim dos abusos. A lei não proíbe ouvir som, mas música alta tem local e horário para ser ouvida”, afirmou o comandante da 5ª Cia PM.

Redação Notícias de Santaluz