772932330_ELEIÇÕES

Os partidos têm até o dia 5 de agosto para indicarem seus candidatos | Foto: Divulgação

O prazo de realização das convenções partidárias para a confirmação dos candidatos que concorrerão às vagas de prefeito, vice-prefeito e vereador nas eleições de outubro deste ano iniciou em 20 de julho e segue até o dia 5 de agosto. Em Santaluz, os partidos PRB (10), PP (11), PDT (12), PT (13), PMDB (15), PPS (23), DEM (25), PHS (31), PSB (40), PV (43), PSD (55) e PC do B (65) marcaram seu encontro para o último dia do prazo, em locais e horários diferentes. Após esse processo, os partidos políticos e coligações têm até às 19h, do dia 15 de agosto para apresentar os registros de candidatura. Depois, a juíza eleitoral do município vai avaliar se eles estão aptos ou não a concorrer às eleições. Já o período da campanha eleitoral começa no dia 16 de agosto.

Em busca de aliados e com indefinição quanto aos nomes de pré-candidatos a prefeito e vice-prefeito, partidos como PSD e PMDB deverão manter o clima de suspense dos últimos dias até os 45 minutos do segundo tempo. No PSD, a candidatura do ex-prefeito Júnior do Max está muito próxima de ser confirmada e o empresário Marcinho da CLN (PP) dificilmente deixará de concorrer como vice na chapa. A definição passa por um posicionamento de Júnior do Max, que só deverá decidir mesmo sobre sua participação no dia da convenção. Ainda há a possibilidade de Marcinho lançar candidatura própria.

O ex-prefeito Joélcio Martins, pretenso candidato do PMDB após a surpreendente desistência do seu herdeiro político, Joélcio Filho, ainda não tem vice e está à espera do apoio de outros partidos. Contudo, segundo interlocutores do PMDB, o nome de Joélcio enfrenta resistência de algumas alas do partido e ainda não é tido como certo. Para não correr o risco de ficar sozinho na disputa, o PT, que tem Robson Sena como pré-candidato, tenta atrair os partidos nanicos ao seu projeto de campanha. O vice da chapa ainda é incerto. Outra hipótese [essa menos provável] é que os petistas componham a chapa majoritária do PSD ou PMDB. Longe dos holofotes nos últimos dias, o PC do B é outro que também pode se coligar aos dois principais partidos da cidade, ou confirmar o nome de José Paulo Crisóstomo, o ‘Zé Paulo’, como pré-candidato da sigla à prefeitura. O PV, que teve a desistência da pré-candidatura do professor Marivaldo Abreu, é outro que também pode lançar candidatura própria.

Enfim, o que não falta é pré-candidato a prefeito em Santaluz e muita coisa ainda pode mudar na semana que antecede as convenções, tendo em vista as coligações de peso que tendem a ser costuradas nos próximos dias. Certo mesmo é que os pontos de interrogação vão permanecer até o dia 5 de agosto. 

Redação Notícias de Santaluz