CSC_1645

Foto: Notícias de Santaluz

Fiéis católicos de Santaluz celebraram nesta quinta-feira (26), o Corpo e Sangue de Cristo, o Corpus Christi, uma das mais antigas celebrações da Igreja Católica. A Paróquia de Santa Luzia realizou uma programação especial durante o dia todo. Fiéis de vários departamentos e voluntários acordaram cedo para participar da confecção dos tradicionais tapetes. Eles usaram serragem, fubá, cal, pó de café, sal e anilina nos desenhos coloridos de imagens clássicas da liturgia cristã, como hóstias e cálices, para a passagem do Santíssimo Sacramento. A tradição na cidade já dura 70 anos.

DSC_1608

Foto: Notícias de Santaluz

“Hoje os jovens também estiverem presentes realizando esse serviço para Deus, ajudando na construção desses tapetes, que também são uma forma de evangelização, para mostrar à sociedade que o jovem está disposto a viver esse Deus tão grandioso, no seu serviço e em seu ministério”, disse o coordenador da Pastoral da Juventude, Euclides Neto.

DSC_1623

Foto: Notícias de Santaluz

Ainda pela manhã, por volta das 9h, uma missa foi realizada no distrito de Pereira, distante cerca de 60 quilômetros da sede do município. Adalberto dos Santos Reis explica que o significado da celebração é a valorização da Eucaristia. “A intenção da solenidade de Corpus Christi é exaltar aquele que está presente, que é Jesus, pois, todas as vezes que acontece a Eucaristia é Jesus que está presente ali. Por isso, hoje nos reunimos para valorizar aquele que se ofereceu livremente e se entregou em uma morte de cruz, mas que deixou seu corpo para nós como alimento de vida eterna”, destacou o ministro da Eucaristia.

CSC_1647

Foto: Notícias de Santaluz

Por volta das 17h, os fiéis católicos participaram de uma missa na Igreja Matriz presidida pelo padre Alexandre Aquino, pároco da Paróquia de Santa Luzia. “A solenidade de Corpus Christi, como é popularmente conhecida, mas para a liturgia ela tem um nome oficial, solenidade do Corpo e Sangue do nosso Senhor Jesus Cristo, é importante porque nos faz retomar, fazer memória da quinta-feira Santa, quando Jesus institui o Sacramento da Eucaristia para toda a igreja, justamente para perpetuar a sua presença no meio de nós”, afirma o padre, acrescentando que a festa de Corpus Christi surgiu no século XIII, na Diocese de Liège, na Bélgica, por iniciativa da freira Juliana de Mont Cornillon.

CSC_1665

Foto: Notícias de Santaluz

Logo após a celebração, os fiéis saíram em procissão. Durante todo o percurso pelas principais ruas do Centro da cidade, padre Alexandre carregou o ostensório com o Santíssimo Sacramento. “Todas as vezes que a igreja sai nas ruas é para manifestar a fé, publicamente, porque foi um mandado de Jesus, ide por todo mundo e preguem o evangelho. Então, sair pelas ruas cantando e rezando é uma forma de testemunhar em quem acreditamos e a partir de quem vivemos: Jesus Cristo, nosso Senhor”, ressaltou o pároco. Após o cortejo da procissão, os fiéis retornaram à igreja matriz para a benção do santíssimo.

Redação Notícias de Santaluz