Manifestantes do Projeto de Assentamento Nova Esperança, localizado no município de Cansanção, ligado ao Movimento de Unificação Camponesa (MUC) no Território do Sisal bloquearam o acesso ao Projeto C1 Santaluz, da Yamana Gold, na manhã de segunda-feira (14). A via foi liberada na manhã de quinta-feira, 17 de outubro, três dias após ter sido bloqueada.

Nesta terça-feira (22) a Yamana emitiu um comunicado oficial à imprensa. No comunicado a mineradora canadense conta os detalhes da negociação.

Comunicado oficial

De forma justa e transparente, o projeto C1 Santa Luz, da Mineração Fazenda Brasileiro, finalizou o processo de negociação com representantes da comunidade de Nova Esperança, priorizando o diálogo e o entendimento entre as partes. Durante uma reunião realizada na última terça-feira, 16 de outubro, na sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Salvador, foram firmados acordos que beneficiarão os habitantes daquela região.

O processo de realocação será coordenado diretamente pelo Incra, órgão responsável por implementar a política de reforma agrária no território nacional e ordenar a disposição de terras, com total apoio do projeto C1 Santa Luz.

O empreendimento tem participado como parte interessada e não poupa esforços para que as melhores medidas sejam tomadas, oferecendo suporte às famílias. O projeto C1 Santa Luz mantém um canal aberto com os moradores por meio de seu departamento de Comunidades, bem como por meio de seus programas que levam informações e ouvem os anseios e desejos da população.

Secom Yamana Gold