Agência Brasil
vacina.jpg

Foto: Camila Domingues/ Arquivo Palácio Piratini

Após um ano sem o registro de casos de sarampo na Brasil, a circulação endêmica do vírus da doença foi considerada interrompida no país. Este dado foi confirmado pela Organização Pan-Americana de Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS). De acordo com Ministério da Saúde, a expectativa é que, até o fim de 2016, o Brasil receba o certificado de eliminação do sarampo pela OMS. O documento reconhece a eliminação da transmissão da doença em todo o continente americano. A região será a primeira do mundo onde isso acontece. Em 2015, a rubéola também foi considerada eliminada na região. Os últimos casos de sarampo no país foram registrados em julho do ano passado, em um surto no Ceará. Atualmente, a doença é considerada uma das principais causas de morte entre as crianças no mundo. Aproximadamente 114,9 mil pessoas morreram em 2014, principalmente as menores de 5 anos de idade, o que corresponde a 314 óbitos por dia ou 13 por hora.