xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.iWP1T1u0X8

Foto: Divulgação

A pior seca enfrentada pelo Nordeste nos últimos 50 anos fez o Brasil entrar no mapa mundial de eventos climáticos extremos de 2013, segundo relatório divulgado nesta segunda-feira (24) pela Organização Mundial de Meteorologia (PMN). No mapa virtual elaborado com as piores ocorrências no mundo, a seca é o único evento extremo no país. O estudo aponta que o prejuízo com a prolongada estiagem chega a US$ 8 bilhões, equivalente a cerca de R$ 18,5 bilhões. A OMM cita que o governo precisou intervir com a distribuição de água e comida a sertanejos afetados.”O governo forneceu ajuda alimentar à população afetada em cinco dos nove estados do Nordeste. Fontes de energia hidrelétrica encerraram dezembro de 2012 em apenas 32% da capacidade, abaixo dos 34% considerado suficiente para garantir o abastecimento de energia elétrica”, aponta o relatório. Informações do Bahia Notícias.