Duas estudantes da rede pública de Senhor do Bonfim marcaram uma briga em frente ao Colégio Modelo – um vídeo divulgado na internet mostra cerca de 50 segundos de briga da dupla. As duas, de 13 e 16 anos, estão fardadas e são assistidas por vários outros estudantes. O caso foi parar na polícia. A investigação determinou que elas marcaram o encontro pelo Facebook no dia 3 de julho e a mãe de uma das adolescentes ainda incentivou as agressões. Ela foi chamada a depor, mas não foi ouvida até o momento. A Secretaria de Educação identificou que pelo menos 50 estudantes do Colégio Modelo e do Colégio Teixeira Sobrinho participaram estando no momento da briga. Dez estudantes chegaram a ser suspensos. O motivo da briga não é claro. Segundo com Maristela Bonfim, diretora de uma das escolas, as alunas estudam em instituições diferentes e brigam pelo Facebook há pelo menos um mês. “Já começaram a marcar esse ‘encontro’ antes do São João. A que é aluna aqui da escola sabia que isso estava sendo marcado, mas ela não avisou (que iria acontecer a briga)”, disse Bonfim à TV Bahia. Já o diretor regional de Educação, Élder Amorim, contou que uma das mães incentivou a ação da filha. “Em um dos ‘faces’ de uma das meninas, a própria mãe incentiva que a aluna voltasse na escola e batesse”, conta. O vigilante da escola pode ser punido por não ter evitado a briga, mas alega que não viu a situação. “Os alunos fecharam o portão. Eu só ouvi a gritaria e, quando eu vi, elas estavam chorando”, diz. (Correio)