DSC02571

Cerca de 700 trabalhadores da empresa de calçados Via Uno de Serrinha paralisaram as atividades e protestaram na manhã desta segunda-feira (19) na BR-116/Norte contra atrasos salariais e irregularidades trabalhistas que, segundo eles, têm sido cometidas pela empresa. O protesto que ocorreu nas proximidades da Cerâmica Queiroz paralisou o trânsito e provocou um extenso engarrafamento. Os manifestantes queimaram pneus e pedaços de madeira.

A manifestação chegou ao fim após o prefeito de Serrinha, Osni Cardoso (PT), comparecer até o local e conversar com os trabalhadores. “Ouvi as reivindicações dos funcionários da Via Uno e vou sentar com os diretores da fábrica para discutir a problemática”, disse o prefeito.

DSC02593De acordo com os trabalhadores, o salário que deveria ser depositado no final de cada mês está sendo pago em quatro parcelas. E alguns funcionários estão desde o mês de junho sem receber seus vencimentos. Os funcionários acusam ainda a empresa de não depositar o FGTS desde outubro do ano passado, apesar de efetuar o desconto relativo ao benefício.

No final do ano passado, a companhia deu férias coletivas aos 650 funcionários e ameaçou fechar as portas. Esta semana alguns trabalhadores receberam férias de 15 dias. A Via Uno é da cidade de Caxias do Sul (RS). Na Bahia, a empresa tem unidades fabris em Valente, Conceição do Coité e Serrinha.(Clériston Silva)