Share Button

Foto: Carol Garcia/GOVBA

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) emitiu uma nota nesta sexta-feira (2) para negar que tenham sido aplicadas doses vencidas da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 em cidades baianas. De acordo com um levantamento divulgado pelo jornal “Folha de S. Paulo” com base no cruzamento de dados oficiais do governo federal, foram aplicadas 25.935 doses fora do prazo em pelo menos 1.532 cidades do país.

No comunicado, a Sesab esclarece que não houve aplicação de doses de vacina com data de validade vencida em Salvador e outros municípios baianos, a exemplo de Juazeiro, como está sendo divulgado.

A superintendente de Vigilância e Proteção da Saúde (Suvisa), Rívia Barros, explica que os imunizantes foram aplicados no prazo de validade, mas a notificação, ou seja, o registo no sistema do Ministério da Saúde ocorreu depois da data de vencimento da vacina. A Sesab ainda acrescentou que pode também ter acontecido um erro de digitação no sistema do Ministério da Saúde.

Confira abaixo a íntegra da nota da Sesab:

“A Secretaria da Saúde do Estado esclarece que não houve aplicação de doses de vacina contra Covid-19 com data de validade vencida em Salvador e outros municípios, a exemplo de Juazeiro, como está sendo erroneamente divulgado.

Conforme explica a superintendente de Vigilância e Proteção da Saúde (Suvisa), Rívia Barros, os imunizantes foram aplicados no prazo de validade, mas a notificação, ou seja, o registo no sistema do Ministério da Saúde ocorreu depois da data de vencimento da vacina.

A Sesab acrescenta que pode também ter acontecido um erro de digitação no sistema do Ministério da Saúde.”

Notícias de Santaluz