Com informações do GloboEsporte.com
15645331069_b2f64f50c2_b

Clube europeu estaria disposto a adquirir 70% dos direitos econômicos do atacante luzense | Foto: Reprodução/Atlético Mineiro

Há negociação, porém, o Atlético-MG desconversa. Assim como foi com o argentino Lucas Pratto e, mais recentemente com o colombiano Cárdenas, ambos contratados pelo clube alvinegro para a temporada, a diretoria atleticana descarta uma possível negociação do jovem atacante Carlos para o Shakhtar Donetsk, e a vinda por empréstimo do atacante Bernard. Mas existe um interesse real pelo jovem jogador, e conversas estão ocorrendo. O time europeu estaria disposto a pagar uma quantia em dinheiro pelos 70% dos direitos econômicos que o Atlético-MG possui da jovem promessa, além de emprestar Bernard por um ano, pagando os salários do jogador no período em que ele estiver de volta ao Galo. Mas, o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, negou que a negociação esteja encaminhada e creditou a situação como uma especulação, pelo menos, por enquanto. “Soltaram essa notícia. Quando tivemos o amistoso contra o Shakhtar, fizemos essa brincadeira com o Bernard, de que gostaríamos de repatriá-lo. Mas não tem nada. O Carlos está dentro do grupo. As janelas internacionais, todas praticamente estão se fechando agora. E, pelo que o Carlos representa, que vale muito no mercado, não é uma transação fácil. Só está no sonho de trazer o Bernard. O Carlos tem que amadurecer mais no Atlético-MG. Tem como voltar a ser titular e brilhar numa competição feito a Libertadores. Por enquanto, só especulação”, garantiu o dirigente.