O grupo está reunido na Praça J.J. Seabra há mais de 70 dias.

Uma sopa temperada com veneno seria servida na noite desse sábado (28) a integrantes do coletivo Reúne Ilhéus, informa o blog O Tabuleiro. O grupo de jovens manifestantes está acampado na praça J.J. Seabra há mais de 70 dias.  O plano foi descoberto por um rapaz, que ao visitar a casa de sua namorada tomou conhecimento da intenção da sogra. Segundo relato do rapaz, que não quis ser identificado, a mãe de sua namorada enfrenta problemas psicológicos, após o falecimento de um parente.

A mulher, de 53 anos, é moradora do Parque Infantil, e pretendia colocar veneno de rato na refeição. “Ela me disse que ia ajudar os meninos na porta da prefeitura, servindo a comida, mas depois acabou contando pra mim sobre o veneno. Avisei para minha namorada e jogamos a sopa fora”, revelou o rapaz. Diante do quadro de saúde da sogra, e a pedidos de parentes da mesma, o fato não foi registrado na polícia por ele. Durante o período de protesto, integrantes do Reúne Ilhéus contam com o apoio da população, inclusive, no que diz respeito à alimentação.
As informações são do blog O Tabuleiro