Ministro Roberto Barroso, do STF

O ministro Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve Mário Alberto Hirs afastado da presidência do Tribunal de Justiça da Bahia, ao analisar o mandado de segurança impetrado pela defesa do desembargador, que tinha como objetivo reverter decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O ministro pediu inicialmente informações do órgão responsável pelo afastamento de Hirs para, em seguida, decidir sobre a liminar. “Notifique-se a autoridade impetrada para que preste informações. Na sequência, decidirei sobre o pedido de medida liminar. Publique-se”, determinou Barroso, relator do processo. O CNJ afastou de suas funções o desembargador, junto com a ex-presidente da Corte Telma Britto, por denúncias de inflacionamento de pagamento de precatórios. (Bahia Notícias)