Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu que o processo que investiga a participação do ex-deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) em uma suposta lavagem de dinheiro a partir de locação de maquinário agrícola e venda simulada de gado deve ser encaminhado para a Primeira Instância. De acordo com a decisão, Moraes determinou a imediata remessa dos autos à 10ª Vara Federal Criminal da Seção Judiciária do Distrito Federal, responsável pelos demais casos e desdobramentos da operação “Cui Bono?”, “preservando-se a validade de todos os atos praticados e decisões proferidas”. “O agravo interno não apresentou qualquer argumento apto a desconstituir a decisão monocrática proferida em 29/4/2019. Nesse contexto, não há reparo a fazer no entendimento aplicado. Diante do exposto, nego provimento ao Agravo Interno”, diz um trecho, proferido nesta quinta-feira (1°), após um pedido da defesa do ex-parlamentar para que o processo permanecesse no STF.