Com informação da Agência Reuters e G1
zika

Vírus Zika é transmitido por meio do mosquito Aedes aegypti | Foto: Divulgação

O vírus Zika, transmitido por meio do mosquito Aedes aegypti deve se espalhar por todos os países das Américas, com a exceção de Canadá e Chile, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira (25). A relação entre o vírus Zika e a microcefalia, má formação na qual os bebês nascem com cérebros menores do que o normal, já foi confirmada por especialistas brasileiros. A OMS aconselha as mulheres grávidas que planejam ir para as áreas de incidência do Zika a consultarem seus médicos antes da viagem e após o retorno. Até a sexta-feira, 22 de janeiro, o Brasil registrava 3.893 casos suspeitos de microcefalia, mais de 30 vezes o que foi registrado em qualquer ano desde 2010. Ainda não confirmado a ligação entre o Zika e a microcefalia em todos os casos. Além da América, a Europa começa a registrar casos na Itália, Espanha, Inglaterra e Portugal. Todas as pessoas foram infectadas durante viagens para América do Sul. Atualmente todos estão bem de saúde e aparentemente não existe possibilidade de surto endêmico na Europa, pelo menos por enquanto.