Neymar brilhou na ida da final da Supercopa da Espanha (Foto: Javier Soriano/ AFP)

Gerardo Martino, treinador do Barcelona, resolveu deixar Neymar no banco no jogo de ida da final da Supercopa da Espanha, mas o brasileiro foi fundamental no empate em 1 a 1 contra o Atlético de Madrid nesta quarta-feira, no Estádio Vicente Calderón. 

E parecia que a noite seria trágica para o Barcelona. O jogo começou exatamente com um antigo ídolo tentando estragar a festa. Villa, em sua segunda partida oficial pelo Atlético, primeiro reencontro com os culés, marcou logo no início da partida. Já sem Messi em campo, que saiu no intervalo com dores na coxa esquerda, restou para o craque da seleção  brasileira garantir o resultado.

Sem o argentino em campo, o treinador resolveu lançar Neymar no lugar de Pedro, que foi apenas esforçado. Tiro certeiro. o brazuca chamou a responsabilidade para si. Com poucos minutos em campo, sem ter aparecido tanto, já deixou o seu de empate. Daniel Alves participou de tabela pela direita, recebeu na lateral da área, cruzou bem alto, bola chegou a Neymar, que acertou bela finalização de cabeça para empatar.

A volta está marcada para a semana que vem, no Camp Nou, no dia que pode ficar marcado como a conquista do primeiro troféu de Neymar na Catalunha.