Do G1 São Paulo
bdbr_teste_dengeu_18_janeiro_2016

Teste rápido para dengue ficará na rede pública até o início de março | Foto: Reprodução/TV Globo

A rede pública de saúde da cidade de São Paulo passa a oferecer nesta segunda-feira (18) o teste rápido para detectar a dengue. O resultado, que demorava dias para sair no modelo de teste anterior, agora vai ficar pronto em 20 minutos. Os dispositivos do teste são parecidos com os que detectam a gravidez, mas, no lugar da urina, é usado sangue do paciente. Os testes rápidos para dengue estarão disponíveis em todas as unidades de saúde da cidade somente até o início do mês de março, pois o objetivo é identificar onde estão surgindo o foco da doença e iniciar ações de controle. Nos pacientes com suspeita de dengue, os prontos-socorros e AMAs farão a coleta de sangue para realização do hemograma dengue, que é um exame que identifica o número de plaquetas e se o quadro clínico está se agravando. Antes o tempo médio para o resultado desse exame era de 6 horas, e agora passará para 3 horas. Com esses testes, será possível detectar os quatro tipos da dengue, agilizar o tratamento e as ações de campo para combater o mosquito transmissor. Desde o começo do mês está valendo a resolução da Agência Nacional de Saúde (ANS) que obriga os convênios médicos a cobrir os testes rápidos para dengue e para a febre chikungunya.