Da Agência Brasil
brasil-roger-abdelmassih-preso-paraguai-20140819-001-size-598-440x247

Foto: Divulgação

A 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) decidiu hoje (16) reduzir a pena do ex-médico Roger Abdelmassih – condenado por 56 estupros cometidos contra pacientes, entre 1995 e 2008 – para 181 anos, 11 meses e 12 dias de reclusão. A sentença original, quando ele foi julgamento em 2010, era 278 anos. O TJSP decidiu também que a pena integral será a base de cálculo para qualquer benefício de execução e a suspensão dos direitos políticos do réu após o trânsito em julgado. O julgamento foi feito por uma câmara criminal, com participação de três desembargadores. No início de outubro, um grupo de vítimas do ex-médico entregou abaixo-assinado ao TJSP, com 62 mil assinaturas, pedindo a manutenção da condenação.