Bahia Notícias
xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.lsOjpOh_1o

Foto: Bombeiros do Estado de São Paulo

Um curto-circuito iniciado durante a troca de uma luminária é a principal hipótese levantada para o incêndio que destruiu o Museu da Língua Portuguesa nesta segunda-feira (21). O coordenador do órgão, Milton Persoli, disse que a informação foi repassada por um funcionário às equipes da Defesa Civil. A troca de equipamento ocorreu no segundo andar, o mesmo onde o fogo começou, mas a causa ainda será investigada pela Polícia Técnico-Científica. Durante a madrugada, técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) realizaram uma primeira investigação no local. Milton Persoli avaliou que “uma simples troca de luminária, sem uma prevenção adequada, pode desencadear um processo como esse”. O Corpo de Bombeiros informou que ainda há risco de queda do telhado e que todo prédio terá que ser reconstruído. “Foi uma área bem grande, afetou todos os pavimentos. Praticamente toda a área do museu”, afirmou o comandante do Corpo de Bombeiros, Rogério Bernardes Duarte. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que o Museu da Língua Portuguesa “será reconstruído”. A Estação da Luz não foi atingida, mas o serviço no local foi suspenso.