xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.GZ5mUkHtYz

Foto: Fábio Pozzebom / Agência Brasil

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), acredita que as manobras orquestradas pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), podem fazer com que ele seja preso. Um repórter do jornal O Globo flagrou uma conversa de Calheiros com um interlocutor em que o senador alerta sobre as decisões que têm atrapalhado sessões do Conselho de Ética – em que Cunha responde a uma denúncia por quebra de decoro, acusado de manter contas secretas no exterior. “A influência dele [Cunha] na comissão vem desde lá de trás. Mas, se ele continuar destituindo relator, trocando líder, manobrando com minorias, vão acabar decretando a prisão dele”, avaliou Renan. A frase foi dita quando o presidente do Senado chegava a um jantar na casa do senador Eunício de Oliveira (PMDB). No telefonema, Calheiros explicava que a Agenda Brasil e que as propostas de saída para a crise foram alvo de diversas reclamações, inclusive da oposição. Mesmo assim, acredita que o papel do PMDB, no momento, é apresentar alternativas para o Brasil.