Share Button

Por O Globo

Chico Rodrigues e Jair Bolsonaro | Foto: Reprodução/Twitter

Chico Rodrigues e Jair Bolsonaro | Foto: Reprodução/Twitter

A Presidência da República dispensou nesta quinta-feira o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) do cargo de vice-liderança do governo no Senado. De acordo com o ministro da Secretaria de Governo Luiz Eduardo Ramos, o senador pediu para deixar o posto. Ele deixa o cargo após uma operação da Polícia Federal, nesta quarta-feira, que encontrou dinheiro escondido na sua cueca e até entre suas nádegas. A dispensa foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU). Na visão de um auxiliar de Bolsonaro, o episódio envolvendo Chico Rodrigues foi “muito ruim”. A expectativa é que a exoneração do senador da vice-liderança ajude a acalmar, mas a avaliação é de que a imagem do parlamentar continuará a respingar no governo. Rodrigues foi alvo de uma operação que investiga desvios na verba de combate ao coronavírus. Em nota divulgada após a dispensa, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) afirmou que a ação da Polícia Federal contra o senador “é a comprovação da continuidade do Governo no combate à corrupção em todos os setores da sociedade brasileira, sem distinção ou privilégios”.